Sábado, 21 de Outubro de 2006

Adeus

Adeus

Já gastamos as palavras pela rua, meu amor,

E o que ficou não chega

para afastar o frio de quatro paredes.

Gastámos tudo menos o silêncio.

Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,

gastámos as mãos á força de as apertarmos,

gastámos o relógio e as pedras das esquinas

em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.

Antigamente tinhamos tanto para dar um ao outro;

era como se todas as coisas fossem minhas:

quanto mais te dava mais tinha para te dar.

Ás vezes tú dizias: os teus olhos são peixes verdes.

E eu acreditava,

Acreditava,

porque ao teu lado

todas as coisas eram possiveis.

Mas isso era no tempo dos segredos,

era no tempo em que o teu corpo era um aquário,

era no tempo em que os meus olhos

eram realmente peixes verdes.

Hoje são apenas os meus olhos.

É pouco mas é verdade,

uns olhos como todos os outros.

Já gastamos as palavras.

Quando agora digo: meu amor,

já não se passa absolutamente nada.

E no entanto, antes das palavras gastas,

Tenho a certeza

de que todas as coisas estremeciam

só do murmurar o teu nome

na silêncio do meu coração.

Não temos nada para dar.

Dentro de ti

não há nada que me peça água.

O passado é inútil como um trapo.

E já te disse: as palavras estão gastas.

Adeus.

De: Eugénio de Andrade

sinto-me: bem disposto
música: Quando a chuva passar - Ivete Sangalo
publicado por cantinho-lip às 11:51

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De perdida a 22 de Outubro de 2006 às 01:57
Bem que poema lindoooooo!!!! Muito bonito, mesmo!!!Para quem nao sabia o k escrever estas a surpreender-me ... Adorei!
Não conheço mt bem Eugenio de Andrade, mas com esse poema de certeza que vou investigar sobre isso!!
bjhs Fica bem
De florinda a 24 de Outubro de 2006 às 04:46
Oi Lip! Estou a escrever nesse poema porque ele realmente é muito lindo e sentido, mas espero que não estejas como o poema mostra, a chorar por dentro, porque tem dias que estou assim , e és uma pessoa muito linda por dentro e por fora, não merees nada sofrer. Um muito obrigado por seres quem és, e por seres meu amigo e pelo carinho que me tens dado nas tuas visitas enfim na tua companhia. Beijos doces de quem te adora de coração

Comentar post

.mais sobre mim

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. Amor simplesmente!!

. Uma pequena quadra

. ...

. Navegando nas Emoções

. Madonna-4 Minutes

. O tempo

. Amigo

. Timbaland ft. One Republi...

. As mais lindas mensagens

.arquivos

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Janeiro 2010

. Março 2009

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.Links amigos

 

Blogs

De Amigos


codebase="http://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab#version=7,0,19,0" width="150" height="150">
visitas